As 18 melhores vidas noturnas do mundo

Esse negócio de modernidade é muito massa, né? Hoje em dia, dá para cruzar o planeta para ver um amigo, conhecer uma nova cultura e, por que não, curtir uma boa vida noturna. Não tem crise, é só se programar e partir.

Para quem já está viajando e quer um agito ou vai viajar e quer umas dicas legais de lugares animados, vai aí uma listinha que promete te empolgar, e muito. São 18 cidades pelo mundo afora onde a night é estouro total. Confere e se joga:

Berlim (Alemanha)

A capital da Alemanha é um dos melhores lugares da Europa para quem busca uma vida noturna bem badalada. Praticamente todos os bairros da cidade tem algo legal para os turistas animadinhos.

O bairro de Mitte, no centro, é o mais famoso pela variedade de bares e restaurantes, com destaque para a rua Oranienburger. Os bairros de Friedrichshain e Kreuzberg também são regiões badaladas.

A praça Kollwitzplatz, no bairro de Prenzlauer Berg, é repleta de restaurantes, bares/cafés que costuma atrair pessoas de todas as idades. No bairro Charlottenburg, a diversão se concentra na vibrante praça Savigny e em ruas próximas, reduto de artistas e intelectuais.

Outra localidade famosa pela vida noturna é Schöneberg; o burburinho se concentra na Winterfeldtplatz e região. Essa área é considerada um dos redutos do público gay em Berlim.

Hamburgo (Alemanha)

Em 2017, uma pesquisa do site Hostelworld, plataforma de reservas de hostels, classificou Hamburgo como a cidade com melhor vida noturna do mundo. É claro que a opinião é dos próprios turistas.

A região mais agitadinha da cidade é o distrito Reeperbahn, no bairro de St. Pauli, também conhecido como “Red Light District” ou “Bairro Vermelho”.

A área é cheia de bares, baladas, shows de comédia e strip-tease (!!!). Uma das atrações principais do distrito é o Zur Ritze, um ringue de boxe muito popular e antigo, que sempre atraiu e continua atraindo boxeadores conhecidos.

Também funciona um bar no local, porque nada melhor que ver uma luta com um bom chope na mão.

Ibiza (Espanha)

Opa, essa tem fama. A ilha espanhola é mesmo um dos melhores destinos do mundo para curtir uma badalação.

A diversão por lá começa pelos bares, especialmente os que ficam na beira da praia. Alguns são pé na areia e dá para guardar lugar logo quando o sol se põe.

Madrugada a dentro quem brilha mesmo são as festas e baladas de Ibiza, muitas também à beira da praia. Especialmente no alto verão europeu, grandes DJs ficam por lá como residentes das casas noturnas. Imagine só!

Uma das festas mais famosas, sem dúvidas, é a do Ushuaia Ibiza Beach Hotel. Imagine um cenário espetacular, com música muito alta e telões de led para todo lado.

Já o título de maior boate de Ibiza fica com a Privilege,  que já teve residentes como Tiesto e Armin Van Buuren e é casa da famosa festa espanhola Supermartxé. A noite inclui dançarinos, malabares, shows de luzes, fantasias e pirofagia.

Nova York (Estados Unidos)

Nova York é a cidade que não para, não para, não para não. São vários bares, rooftops, restaurantes e baladas que atraem todo tipo de turista, do mundo todo.

Uma das áreas famosas e mais agitadas é a Times Square, que é cheia de atrações teatrais, restaurantes, bares e clubs. Greenwich Village é outra região bem ótima para quem busca bares, clubes e muito agito.

Quem gosta de balada, não pode perder um fim de semana no Meatpacking District, o bairro das modelos. Nessa área, há diversas casas noturnas e os queridos rooftops.

Para quem quer curtir uma noite mais alternativa, o Soho (em Manhattan) e Williamsburg (no Brooklyn) são ótimos lugares. Além de badalados, esses bairros têm uma super vida cultural.

Bangkok (Tailândia)

A cidade, que foi até cenário do filme Se Beber Não Case 2, é com certeza um dos lugares mais legais do mundo para curtir boas festas.

A Ratchadapisek, ou Royal City Avenue (RCA), é uma das regiões mais badaladas. Todos os dias da semana, dá para encontrar casas noturnas animadas pelo som de grandes DJs.

A Sukhumvit Road é outra área famosa por reunir casas noturnas e bares legais, enquanto a Khao San Road é a avenida preferida dos mochileiros. Já Patpong e Nana Plaza são regiões famosas por suas atrações adultas.

Também é legal comentar que muitos bares e restaurantes legais de Bangkok ficam na cobertura dos prédios. Há bares para todos os tipos de gostos, mas todos com algo em comum: uma vista vibes da cidade.

Dublin (Irlanda)

Além de charmosa, a cidade britânica é estouro para quem quer curtir uma boa night.

Para se ter uma ideia do agito, Dublin tem mais de mil pubs, alguns com música ao vivo e campeonatos esportivos passando nos telões. As pedidas mais famosas são a cerveja irlandesa Guinness e uísques produzidos no país.

A região mais badalada por lá é a Temple Bar- um bairro central e antigo de Dublin. As ruas são cheias de bares, pubs e casas noturnas onde o pessoal vai para assistir apresentações de música irlandesa ao vivo, além de beber umas coisinhas típicas, é claro.

Só é legal ficar atento ao horário, porque diferente de boa parte das festas da Europa, a noite em Dublin começa cedo (por volta das 19h) e acaba cedo também (por volta das 3h).

Copenhague (Dinamarca)

A vida noturna na capital da Dinamarca também é considerada uma das melhores do mundo, segundo a pesquisa do site Hostelworld. Um dos programas que os turistas adoram é pular de pub em pub durante a noite. Os pubs de bairro em Copenhague, chamados de “Adegas”, são geralmente pequenos e acolhedores.

O maior agito está nos distritos de Vesterbro, Norrebro e Osterbro, onde estão alguns dos clubs mais populares da Dinamarca. O centro histórico da cidade, chamado Stroget, também é badalado. Por lá, você encontra várias casas de jazz, cervejarias e wine bars.

Outro bairro agitado é o Nyhavn (dizem que era mal-assombrado), com seus vários restaurantes e bares.

Amsterdã (Holanda)

Quem nunca ouviu falar do "Red Light District", ou "Distrito da Luz Vermelha" de Amsterdã? Pois óbvio que essa é a região mais famosa e mais frequentada pelos turistas. Além das vitrines com mulheres (proibido tirar foto, hein) e dos coffee shops (que vendem maconha!), o distrito é cheio de casas noturnas e bares.

Quem quer um bom agito também pode dar uma voltinha pelo Bairro de Pijp. É lá que está a Heineken Experience em Amsterdã, além de vários barzinhos, cafés e restaurantes. A Marie Heinekenplein é uma região do bairro com estabelecimentos mais elegantes. Já a Gerard Douplein é uma pracinha rodeada de bares badalados.

Por fim, o bairro de Leidseplein, especialmente a Praça Leidse, é outra região movimentada que a gente precisa citar. As baladas em Leidseplein são bem animadas e parecidas com as de Ibiza, que tocam músicas eletrônicas e pop. No verão, os artistas se apresentam nas ruas e muitos bares colocam suas mesas para fora.

Londres (Inglaterra)

Só de falar a palavra Londres já pinga um pub na nossa cabeça. Pois é isso mesmo. A capital inglesa é muito famosa por seus pubs. Um dos mais antigos é o Ye Olde Cheshire Cheese, que está aberto desde 1666.

A região da Leicester Square (Praça Leicester), bem no centro da cidade, concentra algumas das principais casas noturnas de Londres, além de restaurantes e lanchonetes que ficam abertos até mais tarde.

O estilo preferido dos britânicos é o eletrônico. A casa noturna Aura Mayfair, na rua St. James, é uma das indicações e reúne restaurante, clube e um cocktail bar em um só local.

Barcelona (Espanha)

Uma das vidas noturnas mais famosas da Europa está em Barcelona. Quem está focado no agito, pode dar uma volta pelo bairro La Barceloneta, onde estão vários bares e casas noturnas.

O Bairro Gótico também é um lugar famoso na cidade, não apenas pela vida noturna, mas também pelas construções antigas no estilo gótico. E tem também o bairro Gràcia - cheio de restaurantes e pequenos bares que seguem animados noite a dentro.

Para quem curte música eletrônica, uma indicação é a Sala Apolo, onde tocam vários DJs famosos. Para quem curte jazz, o Jamboree é passeio obrigatório.

São Paulo (Brasilzão)

A nossa querida São Paulo é sem sombras de dúvida um dos melhores lugares desse mundão para curtir uma boa night. São festas, bares e baladas com todo tipo de música, para todos os públicos, bolsos e gostos.

Alguns dos principais locais de vida noturna da cidade é a Vila Madalena e Pinheiros (que fica ao lado), bairros onde há uma enorme variedade de bares descolados, que tocam de samba ao jazz. Já a Vila Olímpia e o Itaim Bibi têm famosas festas sertanejas como o Villa Mix .

A Rua Augusta é o reduto do público alternativo, que se joga nos bares e baladas com estilos variados. O centro da cidade também tem seu charme e guarda alguns bares tradicionais, como o Bar Brahma e o Bar da Dona Onça.

As festas de música eletrônica estão, em boa parte, no bairro da Barra Funda, como a D-Edge, a The Week (mais público LGBT) e a Clash. Ou seja, tem de tudo mesmo.

Belgrado (Sérvia)

Agito até o dia amanhecer, todos os dias da semana, para todo tipo de gosto, com gente querida e animada. Essa é a noite de Belgrado. Para quem gosta de dançar até o dia clarear, a capital da Sérvia é uma pedida sem erro.

Os pubs ficam principalmente no centro da cidade, perto do Parque Kalemegdan e da rua Knez Mihailova, que é uma “Pedestrian Zona” (onde carros não entram). Também são famosos por lá os chamados splavs, ou clubs flutuantes, que são festas nos barcos ancorados nos rios Sava ou Danúbio.

Por fim, não dá para não falar das kafanas, que são bares com música sérvia ao vivo. As casas são decoradas com objetos de guerra e políticos, para você se sentir mesmo no passado. As canções também são muito legais, pois falam de heróis e histórias antigas.

O local mais famoso de Belgrado para conhecer uma boa kafana é Skadarlija, um antigo canto boêmio a cidade.

Montreal (Canadá)

Alguns dos locais mais badalados da cidade canadense são a rua Crescent, que inclui o complexo de entretenimento Sir Winston Churchill e a Boulevard Saint-Laurent, apelidada de The Main.

Ambas as ruas são cheias de bares, restaurantes, casas de shows e clubs – maravilhosos para quem quer dançar até de manhã.

Os bares de Montreal ficam abertos, normalmente, até umas 3h. Depois desse horário, o pessoal segue para as baladas after hours, que começam 2h ou 3h e funcionam até 10h/12h do dia seguinte.

Os melhores after hours de Montreal estão na rue Saint-Catherine, que também tem várias casas LGBT.

Praga (República Tcheca)

A vida noturna na capital da República Tcheca é cheia de bares, pubs, discotecas, cabarés e clubes de jazz que dão à cidade a fama de uma das mais animadas da Europa.

Alguns dos principais bares e discotecas estão na margem leste do rio Moldava, ao lado da Charles Bridge (Ponte Carlos). A noite por lá é animada a semana toda, já que a maioria do público é de turistas.

A balada mais famosa é a Karlovy Lázně (Charles Spa), que fica ao lado da ponte. São 5 andares de muita festa boa e bem pertinho do rio.

A Praça Venceslau também é bem badalada, cheia de cabarés e casas de shows (além das baladas e discotecas). Na Praça da Cidade Velha estão as ruas Dlouhá, Michalská e Melantrichova – muito frequentadas pelos moradores locais.

Varsóvia (Polônia)

A vida noturna na capital da Polônia também é considerada uma das melhores do mundo. A cidade é famosa pelos bares elegantes, clubs e casas de jazz.

A noite por lá costuma começar, não me diga, com uma boa dose de vodca nacional. Ah, e nunca diga que a vodca russa é melhor que a polonesa, pois essa é uma ofensa terrível aos moradores locais.

Um lugar legal para começar a diversão é o Pijalnia Wódki i Piwa, um famoso bar de cervejas que fica na Rua Nowy Swiat, região central e boêmia da cidade.

Nos portões 22, 24 e 26 da Nowy Swiat estão os chamados Pawilony, bares escondidos de Varsóvia geralmente frequentados por estudantes e um público bastante alternativo.

As festas em casa, conhecidas como domówkas, também são populares. A tradição é cada um chegar com uma garrafa de vodca na mão, colocar no freezer e entrar a festa. A maioria das baladas não são pagas, mas os preços das bebidas costumam ser altos por lá.

Buenos Aires (Argentina)

Nossa vizinha tem uma vida noturna muito badalada (e cheia de brasileiros), a começar pelos famosos shows de tango que acontecem em várias casas da cidade.

Para quem curte beber nas alturas, há rooftops animados pela cidade. As baladas também são muitas, espalhadas principalmente pelos bairros de Palermo, Costanera Norte, Belgrano e pelo centro da cidade.

Palermo é quase uma capital do agito em Buenos Aires. A praça Plaza Serrano é uma das mais famosas, cheia de bares, restaurantes e boates para todo tipo festeiro.

O espetáculo Fuerza Bruta também é uma atração especial da capital argentina - um show interativo, diferente, em que o público participa dos acontecimentos. Parece bem legal.

Nova Orleans (Estados Unidos)

A cidade norte-americana é muito famosa pelo jazz. São festivais, bares e apresentações que atraem turistas do mundo todo.

As ruas mais agitadinhas, com artistas e casas de shows, são a Bourbon Street e a Frenchmen Street, cheias de bares e restaurantes. Uma das casas de jazz mais clássicas é a Irvin Mayfield’s Jazz Playhouse, no Sotesba Hotel.

São Petersburgo (Rússia)

A avenida Nevsky Prospekt é um dos locais mais agitados da cidade russa. Os turistas saem caminhando pela rua à procura de um lugar para comer algo legal e tomar uns bons drinks.

Se o assunto é balada, a rua mais indicada é a Dumskaya. Além de bares, há várias casas noturnas e clubs por lá, para todo tipo de público.

O único problema da vida noturna em São Petersburgo é que alguns locais fazem o chamado “face control”. Basicamente, um segurança faz o controle da entrada da festa e libera a galera de acordo com a aparência.

© Copyright • 2019 • Tix2u. Todos os direitos reservados.
Gostei Não gostei Contato Compartilhar

Deixe uma mensagem que responderemos em breve.

ENVIAR

Que bom que você gostou. Quer deixar alguma mensagem?

Que pena que você não gostou. Deixe uma mensagem para que possamos melhorar sempre?

ENVIAR